MASA
MOVIMENTO DE APOIO AO SEM ABRIGO

Ajude-nos a salvar os outros!

22
Fev 09

 

 

 
O M.A.S.A. é um Movimento constituído por gente que viveu na rua, gente que sabe, melhor que qualquer politico, instituição ou associação, o que é ser Sem Abrigo.
 
O M.A.S.A. pretende, apoiar, ajudar e alojar o Sem abrigo.
 
Pretendemos lutar contra a pobreza e a exclusão social.
 
O MASA está integrado na rede de solidariedade do Porto, rede criada pela Segurança Social que abrange um vasto leque de associações destinadas a fazer face ao fenómeno crescente da comunidade Sem Abrigo.
 
Foi um grande passo em frente, que nos permitirá ter um papel de intervenção fundamental, pois poucos conhecem por dentro a realidade de quem vive na rua.
 
Cada associação tem objectivos e serviços próprios nesta rede que representa uma união de forças gerais trabalhando de formas diferentes para o mesmo fim.
 
Cada situação de risco deve ser encaminhada para o serviço mais adequado a cada caso, conforme as valências de cada instituição.
 
 Estamos a preparar o nosso conteúdo programático, adaptado às necessidades da rede de solidariedade onde estamos integrados, e em breve publicaremos o nosso projecto de acção social.
 
O MASA vai marcar a diferença, para que exista cada vez menos Sem Abrigo!

 

 


05
Fev 09

um link, um artigo... uma "boa vontade à letra":

 

http://www.diariocoimbra.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=584&Itemid=135

 

um exemplo solidário de como PARTICIPAR no BLOG MASA!


03
Fev 09

http://www.opus4.com.br/benedito/imagens/perdao.gif

 

 

Hoje é um dia muito especial para mim!
Acabo de decidir que não deixarei a Rua.
Nela ainda existe algo que desperta o meu interesse.
O Sem-Abrigo consegue entender-me.
Eu consigo entender o Sem-Abrigo.
O que é, mais do que razão para ficar por aqui...!
O meu passado fica à disposição de quem quiser estudá-lo...
Tirar dele as lições que eu não consegui aprender, desse lado da sociedade.
Estou hoje, aqui...
Sem a companhia de mágoas, de raivas, de rancores, de ressentimentos,
E principalmente, de ódios.
Com os quais estupidamente tanto me magoei.
Que se misturem com o mar as lágrimas que derramei.
Hoje decidi aceitar a vida como ela é.
Sem a forma com que foi planeada:
Tenho a certeza de que tudo está absolutamente certo,
De que era eu que olhava de modo errado.
Afinal, quem não tem uma casa...
Quem não tem Amor...
Quem não tem abrigo...
Também é gente!!!
Hoje é um dia especial para mim...
(Mesmo com a minha pretensiosa postura de "Reformador do mundo")
Deixo aqui o meu pedido de perdão àqueles que dantes me pediram auxílio
E eu na minha hipócrita sociedade os ignorei...!!!
Deus jamais compreenderá os sorrisos que eu não dei...
Mas com este meu gesto,
A minha alma,
Tenho a certeza...
Ficará bem mais clara,
Mais alegre e mais leve...!!!
Perdão.

 

Daniel Horta Nova

 


28
Jan 09

 

 

A curva apareceu sem eu contar, pois era uma estrada que até então desconhecia, que surgiu de repente, diminuindo a alta velocidade com que sempre vivi.
Despistei-me nessa curva da vida, numa curva sem protecção em que eu caí na rua.
Entrei na vertigem negra do abismo. Para trás ficou uma vida empurrada pela ilusão de que a viagem seria curta.
Na procura de um abrigo protector das noites gélidas, encontrei um quarto enorme, cobrindo-me com a exclusão social.
Não foi muito o tempo, foi apenas o suficiente para que conseguisse ver mais do que nunca, que o Sem-Abrigo é um negócio que alimenta e engorda muita gente.
Comecei então a dura caminhada, com a minha capacidade impotente de suavizar a dor, em busca de uma porta aberta. Desde então, não houve mais sol, o nevoeiro desmanchou os meus sonhos ao ver que as portas se encontravam todas fechadas.
O Sem-Abrigo que diariamente caminha para lugar nenhum, torna-se um ser estranho aos olhos da sociedade!
E o que nos resta, afinal? Não há um projecto de reinserção social.
Acabem com as associações fantasma... Existem mas não se vêem.
A roupa que dão a essas associações não chega às nossas mãos... É vendida!!!
Um simples banho, num balneário municipal, custa-nos 32 cêntimos (sem toalha), com toalha custa 1.16 euros.
Os cegos eleitos por nós, que venham para a rua ver a verdade nua e crua.
Devolvam-nos a possibilidade de nos alojarmos no nosso sonho inacabado. Sonho que nenhuma noite fria se atreve a destruir, a maior dor é o acordar de um sonho.
Tal e qual como no dia de todas as ilusões... O tudo e o nada complementam-se.
Pois nada tenho, vivo na rua, mas tenho tudo para reconquistar o meu mundo... A vontade!...

 

Daniel Horta Nova


25
Jan 09

Imagem da internet

 

 

O M.A.S.A. não nasceu,
Para vender sentimentos,
Muito menos Histórias de vida...!
 
Mas para que saibam,
que o Sem Abrigo é um ser,
Excluído...
Humilhado...
Abandonado...
Desprezado...
E muito mais incluiria.
Mas prefiro,
Que apenas estes pontos,
Sejam digeridos,
Muitas vezes, e mais vezes...
Um a Um...!
E se for vossa vontade,
Continuarei.
Mas sem as vossas palavras
Não sei se continuarei,
Realmente... Preciso de descansar a alma...
Tão triste... Magoada...
Estas palavras são escritas,
Não para que leiam...
Mas para que pensem,
Muito seriamente,
No Sem Abrigo.
É que há Sem Abrigo,
E Sem Abrigo,
Mais do que Sem Abrigo,
São Humanos...!
Pensam...
Sentem...
Amam...
Por isso, escrevo...
Na ansiedade de partilhar convosco este sentimento...
É que Sem Abrigo...
Mais do que Sem Abrigo...
São Gente...!
Têm sonhos...
Têm fantasias (tão reais)
Que são um bálsamo,
Que lhes enternece,
O Coração...!
 
 
Daniel Horta Nova

 


23
Jan 09

 

 

 

o MASA, movimento de apoio ao sem-abrigo vai “gatinhando” pelos seus próprios meios (escassos na optimização e no reverter) e um direito que fizemos por marcar no dia da tomada de posse (que acredito) do “novo Messias Obama” (motivação graças ao direito adquirido da AGENDA 2009, do ”bota a mão” amigo de Luísa Pinto e da câmara municipal de matosinhos) ao sem-abrigo foi concedido.

imagem_agenda_2009_masa_nos_gente

 

sim, meus Senhores e Senhoras.

 e “umas boas vontades à letra” de testemunhos, de histórias, de artigos… escrita ou lamirés dela de “repórteres que não são repórteres” mas que sabem de pessoas a precisar do MASA… pedimos mesmo! e desde já:

blog na SAPO, http://movimento_apoio_sem_abrigo.blogs.sapo.pt/!

sem-abrigo no TWITTER, https://twitter.com/semabrigo!

intervenha com a escrita, com a fotografia, com um gesto, com uma ideia, com um link “não sei d’aonde mas que cai bem” no blog que criamos para o MASA mas através de si! 

um blog solidário que precisa da solidariedade escrita dos “zés”, como eu e dos “conceituados” como o “figura pública que muito bem nos lembramos e nos fazem lembrar” no quotidiano que nos atinge a todos.

faço APELO aos colegas de qualquer meio de comunicação social para reportar o único apoio conseguido, a AGENDA 2009 que nasceu para reverter para o MASA.

o MASA tem voluntárias amigas há séculos, simplórias mas dinâmicas!… e as inovações on-line não nos escaparam em tom de “upa upa” e voilá: um “direito on-line” do sem-abrigo mas que depende da participação de todos no blog MASA!

escrevam, fotografem… e mandem “clicando no que não custa um tostão”, só a iniciativa para dinamizar “nos nossos vagares” este blog MASA!

a tanga é inimiga da confiança. a partilha é a alma do MASA. confie e junte-se a nós!

o MASA, infelizmente não tem fronteiras em Portugal!

 

o vosso “gatinhar” participativo, faça notícia!

 


22
Jan 09

Movimento de apoio aos sem abrigo M.A.S.A. I

http://olhares.aeiou.pt/movimento_de_apoio_aos_sem_abrigo_masa_i_foto1928577.html

 

 

 

O M.A.S.A. é um Movimento constituído por gente que vive na Rua, gente que ainda quer ser gente.
Gente que sabe, melhor que qualquer politico, instituição ou associação, o que é ser Sem Abrigo.

O M.A.S.A. pretende, apoiar, ajudar e alojar o Sem abrigo, através do programa (C.A.S.A) " Criar Alojamento ao Sem Abrigo "

Pretendemos impedir a perda da esperança por uma vida digna. Impedir o cair dos sonhos indispensáveis por um futuro próspero e justo, de milhares de Homens, Mulheres e crianças que constituem a comunidade, Sem Abrigo.

Julgamos que a Exclusão Social deveria constituir o maior desafio das entidades competentes, na resolução do problema.

Os reflexos da Exclusão Social, manifestam-se pelo crescimento progressivo de seres humanos que diariamente chegam à Rua.

O M.A.S.A. surge de um conjunto de factores que nos obriga a gritar...

Basta!!!

O M.A.S.A existe, para que exista cada vez menos Sem Abrigo...!
 
Ser sem abrigo é estar no meio da multidão e sentir a exclusão.
 
 

20
Jan 09

agenda_2009_masa

 

http://paulopimenta.blogspot.com/2008/12/preciso-sonhar-acordado.html

 

NÓS PODÍAMOS SER ELES E ELES PODIAM SER NÓS

 
Lançamento de Agenda cujas receitas revertem para o MASA, movimento de apoio aos sem-abrigo.
É grande, negra, bonita e cheia de estilo. É um presente simbólico ou uma utilidade para todo o ano.
Faça a diferença e contribua. São 10 €. Colabore, seja solidário. Precisamos da sua ajuda. Fale connosco.
 
 
Artigo do Público, 19.12.2008:
Nós podíamos ser eles. Tivesse falhado um degrau e qualquer um de nós poderia estar agora sem tecto e sem-abrigo, arredado deste quotidiano almofadado que nos programa para comer às horas certas, pagar as prestações, jogar na sorte e esperar o azar dos outros. Eles tiveram-no, os sem-abrigo que a encenadora Luísa Pinto resgatou para as páginas da Agenda 2009 – Reintegração pela Arte, que é hoje lançada no Cine-Teatro Constantino Nery, em Matosinhos. 
“Resolvi trabalhar a mistura social, juntando figuras públicas com sem-abrigo”, conta Luísa Pinto, que chamou a este projecto o fotógrafo do PÚBLICO Paulo Pimenta. Durante semanas, andaram – com a ajuda da MASA, uma associação de apoio aos sem-abrigo criada por Daniel Horta, ex-jornalista, ex-sem-abrigo – a conferir os sonhos daqueles cujo olhar nos fita nas esquinas das ruas e que nos habituámos a evitar.
“As pessoas não foram escolhidas ao acaso”, explica a encenadora.
“Por exemplo, o sem-abrigo que foi fotografado ao lado de Pedro Abrunhosa toca na rua e um dia sonhou ser músico.”
Eles podiam ser nós. “O que percebi, ao longo destes anos de voluntariado, e até quando faço figurinos, é que com qualquer trapinho se muda a imagem das pessoas. Com uma roupa lavada e um aspecto penteado, a pessoa pode ir a qualquer sítio e consegue que reparem nela, o que, claro, não acontece quando está na rua e nós passamos sem coragem para olhar.”
Nós podíamos ser eles, mas o mais certo é que a maioria de nós morra sem conseguir provar o sabor da liberdade total que Luísa Pinto lhes adivinhou na boca. “Essa sensação de liberdade sublime, provavelmente nenhum de nós terá na vida. Eles têm essa condição e são, ao mesmo tempo, os seres mais tristes e solitários.” Lição número um, segundo Luísa, foi observar como essa liberdade os ajudou a ombrear tu cá tu lá com as personagens do lado de cá do
espelho sem se deixarem intimidar.
“É de uma ingenuidade quase infantil. E a frase que mais lhes ouvi foi que a única coisa que queriam era voltar a ser gente, viver sem ter de recorrer às carrinhas que distribuem comida…”
Foi assim com Manuel dos Santos, que se deixou fotografar ao lado de Abrunhosa. Foi assim com Daniel Horta, que se deixou fotografar ao lado de Sónia Araújo. E foi assim com António Moreira, que se deixou fotografar ao lado de Hélio Loureiro.
A agenda, que contou com o apoio Financeiro da Câmara de Matosinhos, custa dez euros. As receitas revertem a favor da MASA.
Natália Faria
 
 
LINKS DESTE POST:
 
 
- O vício da rua (Sem-abrigo e o projecto Masa)

http://anajesusribeiro.wordpress.com/2008/11/23/o-vicio-na-rua-sem-abrigo-e-o-projecto-masa/

http://anajesusribeiro.wordpress.com/2008/11/24/o-vicio-da-rua-sem-abrigo-e-o-projecto-masa/

http://anajesusribeiro.wordpress.com/2008/11/26/o-vicio-da-rua-sem-abrigo-e-o-projecto-masa-2/

 

-


comentários recentes
bom dia very obr isto é extremamente muito bom. aq...
Olá nós somos alunos do 12º C da escola secundaria...
Desculpe, dhn24@hotmail.com
Contactos telefónicos por regra não dou. Se quiser...
Sou uma estudante de Serviço Social, gostaria muit...
Felizmente ainda vai havendo gente que se preocupa...
homenagem ao MASACanção triste: http://abrigo.no...
São estas situações que me deixam triste. Tenho vi...
Bem vindo ao SAPO, MASA!Bem hajam autores voluntár...
rondas passadas
2009

subscrever feeds
Mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

8 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

participar

Junte-se a nós!

blogs SAPO